terça-feira, 19 de maio de 2009

Segunda no Frescão


Pessoas que me acompanham,

Essa eu não posso me furtar de contar (contei no twitter já).
Ontem estava eu no frescão (para os não cariocas, é um ônibus executivo, com ar condicionado, um pouco mais caro, mas que pára menos e é bem confortável) a caminho do curso que estou fazendo no centro.
Eis que, com 2 minutos de "viagem", toca o celular do motorista.
Ele, sem qualquer pudor, atende e eu só escuto:

- Vai pra casa, esfria a cabeça, assim é melhor a gente não conversar... vai pra casa, esfria a cabeça, vai pra casa, esfria a cabeça... (bode!!! Não dá pra falar outra coisa???) 
E continua:
- Eu estou trabalhando (bem se vê!!!), agora não dá para falar, tá bom? Tchau, tchau, tchau, tchau (mil vezes tchau, até enfim desligar)

Aproximadamente 7 segundos depois volta o som clássico do Nokia e começa tuuuudo outra vez com as mesmas palavras!

Depois de mais 18 tchaus e 9 segundos outro toque e tuuuudo de novo!

E 10 segundos depois, de novo!

Aí eu penso: Por que comigo?!

Quando estávamos embicando em Copa acontece o insuperável!
O motorista vira para a passageira mais próxima (não era eu, ufa!) e faz a seguinte indagação:
- Seu celular tem crédito?
E ela responde que sim. Ele, sem pestanejar, pede emprestado o telefone e o pior, ela empresta achando tudo super normal!

Cara, acho que eu sou muito chata mesmo! Mas tudo bem, não tô nem aí!

O fato é que ele telefonou do celular da passageira pra mãe, pra ela inventar uma desculpa pra mulher dele. Sim, aqueeeela com quem ele estava brigando na metade anterior do caminho.
Nessa altura, o que era trabalho virou problema doméstico envolvendo todo mundo! Até eu quase fui perguntar pro cara se ele ia continuar o trajeto ou se ele ia, com passageiro e tudo pra casa, pro bar afogar as mágoas, enfim...

O bom foi que a gente já estava no Flamengo e a passageira dona do celular teve que descer.

Aí tudo se tranquilizou. Mais 10 minutos no ônibus, o cara sem crédito, a mulher cansou, a passageira solícita desceu e tudo correu como deveria ter corrido nos 40 minutos anteriores.

Como eu sempre digo, tem coisas que "only Rio"!  Me divirto!

5 comentários:

Carol disse...

Isso é bemmmm coisa de carioca mesmo! As pessoas aqui são "mais soltas" e acho que esse é o charme da cidade, né?
bjs

Thania disse...

Adorei o nome do onibus: frescão! rs...aqui em SP deveria ter isso tb, but, xapralá! rsrsrs

Agora, q motorista abusado esse né???? rs...será q era briga de marido e muié??? só pode..rs

Bjoxx

Marina String disse...

Como diz me filho de 12 anos:Eu casco.........ehehheheeh

Freda disse...

Mto bom mesmo o nome do bus. Peguei um desses uma vez em Salvador, e realmente vale a pena pagar a mais.
bjoss
www.vidapassadaalimpo.blogger.com.br

Julia Niquet disse...

haha.
adoro!