quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Balanço dos 29


E então segunda foi meu aniversário: 29! Nem eu pensei que um dia ia ter 29 anos!

Balanço geral, desde 1979:

: Eu era um bebê bem careca que virou uma moça cheia de cabelos castanhos ondulados;

: Esses cabelos passaram por uma fase ginasial meio rebelde, mas como tudo na vida, isso também se ajeitou.

: Tive um colegial inesquecível, com pessoas incríveis, que amo e que desejo sempre sempre o melhor!

: Passei na fuvest!! Meu pai ficou orgulhoso! Fui estudar arquitetura sem saber muito bem por que, cheguei lá e depois de 2 anos concluí que não tinha mesmo motivo. Estudei, estudei, estudei, ganhei de 517 concorrentes e entrei em primeiro lugar na prova de transferência para a São Francisco (orgulho de mim!)! E aí meu pai ficou feliz de vez! Contou até pro vizinho da ponte aérea que eu tinha passado, e em primeiro!

: A SF foi uma experiência fantástica. Só quem já passou por lá sabe o que é. O lugar é especial. As pessoas às vezes também. As aulas menos. Algumas. A biblioteca é demais. E as arcadas são um lugar de integração que não dá pra explicar. Fiz amigos pra vida.

: Fui trabalhar no escritório de um grande professor. Quem fez minha entrevista foi o Juba! Depois de 6 meses eu concluí que achava o Ju bem mais do que "legal e gente boa", rsrsrs.... Começamos a namorar! Nem acredito que ele apareceu na minha vida e entrou pra ficar! Sou muito feliz por isso! E também sou muito feliz por achar as aulas de Processo Civil do 2o ano ruins, pois foi por isso que fui atrás de um escritório onde eu pudesse aprender essa matéria de verdade! E de quebra ganhei meu querido marido!

: Depois de um tempo no escritório o Opa ficou doente... resolvi que ia ficar com ele por que não ia ter jeito... infelizmente ele se foi em 2004. Sinto tantas saudades.

: Voltei aos escritórios mas achei que queria prestar concurso. Saí pra estudar. Confesso que tentei. Não consegui... Não me concentro. Começou a fase lost! (onde me encontro ainda...).

: Casamos! Momento mais feliz! O Ju é demais, meus pais são as pessoas mais maravilhosas que eu conheço. Meus irmãos uns fofos, a família do Ju idem. Muito, muito, muito carinho das pessoas!

: Viemos pro Rio, entrei nos meus 29 ainda perdida, com aquela sensação de que não fiz nada da vida... algumas decepções, coisas difíceis, mas com outras esperanças, expectativas.

Concluí que tenho muita sorte por estar rodeada de pessoas que eu amo e que gostam de mim.
Concluí que ao longo da vida fiz tudo para ser uma pessoa do bem, educada, generosa e acho que consegui.
Vi que muitas e muitas vezes que a gente espera dos outros coisas que eles não podem ou não querem dar. E isso é difícil, mas a gente cresce, aprende.

Vi, por fim, que tá tudo bem! Sou perdida mesmo, quem sabe um dia eu me acho, tenho fé e acho que as coisas já estão caminhando melhor.

E vai fazer o quê? Sou intensa, sou cheia de dúvidas, sou crítica, dou muito do meu tempo para as pessoas (as que merecem e as que não, paciência!), implico com um monte de coisas, odeio som alto demais, tv alta demais, tenho algumas manias (e quem não tem?); e, segundo minha irmã tenho um humor "flutuante". 

É isso. 29 bem vividos.


Eu era assim...

 

E fiquei assim...


8 comentários:

Cristine disse...

Fê, se vc conseguiu fazer este baita balanço, é sinal de que a vida não passou simplesmente por você, e sim que vc soube extrair dela aprendizados (bons ou ruins) que te farão sempre melhor hoje do que foi ontem! É a evolução do ser! Beijos.

cahiers d'ailleurs disse...

hahaha!
espero que você não tenha ficado brava com meu adjetivo!
nada diferente de mim, que já ouvi mais de uma vez a palavra "ciclotímica"...
eu tenho uma solução pra você: engravida!

Olly disse...

Fe, parabéns.... E daqui de longe, me pareceu uma vida tão boa....

beijos

fred.k disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fred.k disse...

Quando vc achar o mapa que indica o caminho para as pessoas perdidas, avise-me: também preciso de um! haha
beijos
Kling

begonia! disse...

help me
http://precisodeumpsicologo.blogspot.com/

Cinthya Rachel disse...

amei a gola do seu vestido! muito obrigada pela visita no blog, venha sempre que quiser. um beijo

Tatiana disse...

Silvinha, depois de uma balanço desses não posso deixar de dizer: "a minha menininha virou mulher", hahaha...
E tenho exatamente a mesma solução que a sua irmã: engravida!
Daqui um tempo (se Deus quiser,rs...) vou precisar de uma daminha ou pajem, viu?!
Beijinhos